sexta-feira, 1 de abril de 2016

CERCOPES

Praticamente não existem dados sobre este personagem, tido como um discípulo de Pitágoras, à exceção de um fragmento de Cícero, em sua obra Sobre a Natureza dos Deuses, I, 38, onde ele afirma que o poeta Orfeo não teria existido e que aquilo que se chama Poema Órfico, na verdade teria sido  obra de um certo Cercopes Pitagórico, em grego Κερκωπες. Em outro fragmento. Clemente de Alexandria, Stromatei, I, 131, referindo-se a Epigene, diz que ele, em seu livro, afirma que o Discurso Sacro atribuído a Orfeo, seria obra do pitagórico Cercopes e, finalmente, segundo Diógenes Lercio, em sua obra sobre a Vida dos Filósofos Ilustres, II, 46, Cercópes, de Mileto teria sido contemporâneo e rival de Hesíodo de Mileto, sendo atribuído a ele o poema Egimio. (DK 15 A 1)

Na mitologia grega, os Cercopes, eram criaturas travessas que viviam nos bosques das Termópilas ou em Eubea, que vagavam pelo mundo e podiam aparecer em qualquer lugar onde ocorressem travessuras.
Postar um comentário