terça-feira, 12 de abril de 2016

ICOS


Icos de Taranto, ou de Régio, (DK 25, 2) era um médico grego, ligado à escola pitagórica, que viveu no século V a.C. Era filho de Nicolaide de Taranto (Pausânias, Itinerário da Grécia, VI, 10,5) tendo se destacado por sua participação nos jogos Olímpicos, onde introduziu o pentatlo, uma modalidade desportiva que consistia em cinco provas (corrida, arremesso de disco, salto, lançamento de dardo e luta), sendo considerado o maior mestre da ginástica de sua época.

Os pitagóricos se empenhavam em manter sempre a mesma aparência física: nem muito magro nem gordo, porque, segundo eles, tais excessos refletem uma vida desregrada. Faziam o mesmo em relação ao moral, pois se esforçavam para ter sempre o mesmo humor, sem jamais se deixar levar por uma excessiva alegria e nem pelo pessimismo. (DK58D6)

            Além de ginasta ele também se tornou um médico famoso, principalmente por causa de sua dieta, que recomendava aos seus discípulos, na qual pregava a abstenção de todos os supérfluos, conforme citado por Platão em seu Diálogo Protágoras, 316 d, e na As Leis, VIII, 839 e – 840 a.      

Segundo Platão, em Protágoras, 316 d,  na fala de Protágoras: Por outro lado, devo dizer-te agora que a sofistica é uma arte antiga e que os homens da antiguidade que a praticaram, temendo o ódio que suscitava, disfarçaram-na com uma roupagem apropriada, à vezes a da poesia, no que se enquadram Homero, Hesíodo e Simônides, às vezes a dos rituais místicos e profecias, como aconteceu com Orfeu, Museu e suas seitas; e às vezes também – como o observei – até sob as vestes do atletismo, como acontece com Icos de Taranto e o ainda vivo Heródico de Selímbria, originalmente de Megara, um sofista de importância comparável a de qualquer outro.  (DK 25, 1)

Platão, As Leis, VIII, 839e-840 a - Não conhecemos, afinal, a reputação de Icos de Tarento, célebre por sua vitória nos jogos Olímpicos e por todas as suas outras vitórias? Não dizem, aliás, que foi o amor pela competição e a prática de sua arte que lhe proporcionaram uma alma viril e o senso da medida? E que ele não tocou nenhuma mulher e nem mesmo em qualquer adolescente durante toda a duração de sua carreira? (DK 25, 2).

Em relação ainda ao capítulo das dietas, principalmente associada à prática religiosa da abstinência e purificação, é interessante ressaltar como este item repercutiu no interior e além da Escola, fazendo com que muitos indivíduos assumissem esta prática como estilo de vida
Postar um comentário