quinta-feira, 6 de agosto de 2015

HOMENS AO MAR


Como diria o capitão do navio que está prestes a afundar:
- Mulheres e crianças dirijam-se aos botes salva-vidas, os homens ao mar!
A maior constatação de que o barco está, definitivamente afundando, e que o naufrágio se mostra irreversível, está no fato de que os ratos abandonam a segurança da embarcação e se lançam, desesperadamente ao mar, na esperança de que possam encontrar destroços que os possam sustentar.
A crescente debandada do PDT e do PTB da base aliada do governo, declarando-se independentes, é igualmente a prova cabal de que já não há esperança de que o governo atual possa ser salvo,
Partidos historicamente fisiológicos, que mamam nas tetas do governo, seja ele qual for, não costumam lançar-se ao mar, na esperança de encontrar destroços, se a água que inunda tudo, já não mostrasse sua fúria.
Como no Titanic, provavelmente o capitão e seus oficiais devem acompanhar a nave em sua última viagem, diretamente às profundezas do mar.
Como no Titanic, o armador, empreiteiro e dono do navio, aquele que planejou a encrenca toda, travestido, busca salvar-se junto com as mulheres e crianças, escondendo-se num dos botes lançados ao mar.
Quanto a nós, meros passageiros da terceira classe, só resta saltar no mar revolto, nadando com a totalidade de nossas forças, no afã de conseguir ficar o mais longe possível do desastre, invocando a proteção divina e uma lua cheia, que possa iluminar superfície da água, de forma suficiente para que possamos ser encontrados pelos socorristas.

Professor Orosco.

Postar um comentário