quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

FILHO TOLO


Tolamente esperava sua chegada
Tolamente vi-me a rir quando vieste
Tolamente te dei meu nome
Tolamente pus-me a sorrir quando ficaste em pé
Tolamente caminhei atras de ti quando aprendias a andar
Tolamente viajei contigo nas tuas aventuras imaginárias
Tolamente sorria quando me imitavas
Tolamente te deixava ganhar quando corríamos juntos
Tolamente segurei tua mão e te trouxe comigo
Tolamente apoiei o caminho que decidiste seguir
Tolamente segui teus passos nesta jornada
Tolamente senti-me feliz vendo o quão longe ias
Tolamente tentei acompanhar-te
Tolamente sentei-me cansado sob o Sol do teu caminhar
Tolamente aguardei que olhasses para trás
Tolamente esperei que me chamasses
Tolamente sonhei recordando de teus primeiros passos
Tolamente te desejei boa sorte
Tolamente te vi sumir no horizonte
Tolamente esperei que voltasses
Tolamente me deparei com a realidade
Tolamente constatei que me achavas velho
Tolamente percebi que como voce, eu fora um tolo


Professor Orosco
Postar um comentário