segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

HISTÓRIAS QUE O POVO CONTA Nº 7

O VOTO DE MINERVA

Conta a Mitologia que Orestes, filho de Agamenon e Clitemnestra, acusado de matar Egisto e a própria mãe, por conta de seu adultério e pela sua participação no assassinato do pai, foi perseguido pelas Eumênides, divindades da vingança.
Levado a julgamento na corte de Areópago, alegou, em sua defesa, o cumprimento da ordem que recebera do oráculo de Delfos, que defendia a vingança pela morte do pai.
Como a corte dividiu-se, com igual número de votos pela condenação e pela absolvição, Orestes foi, finalmente, absolvido pelo voto de Minerva, a deusa da sabedoria, a quem havia solicitado refúgio, na cidade de Atenas.
Desde então, o desempate, em qualquer julgamento, onde persista a condição de empate, a questão é decidida pelo voto de Minerva.

Professor Orosco.
Postar um comentário